Rua Visc. de Santa Isabel. 20-Sala 508-Vila Isabel-Rio de Janeiro-RJ

Horário de Atendimento : Segunda à sexta, das 9h às 19h
  Contato : (21) 3879-5560 e WhatsApp (21) 98033-4869

Todas as postagens de CPDZ (Centro de Pesquisa e Diagnóstico do Zumbido)

Zumbido no ouvido tem tratamento!

O zumbido no ouvido é uma percepção de um som nos ouvidos ou na cabeça sem que tenha sido gerado por uma fonte sonora. Ele é um sintoma e não uma doença em si. E é por isso que deve se ter sua origem investigada. Uma vez tratando a causa da doença, obtêm-se o controle e até a eliminação do sintoma.

Lembre-se sempre que o Zumbido pode vir associado a outros questões de saúde tais como: tontura, pressão na cabeça, hipertensão arterial,perda auditiva, intolerância a sons, distúrbios temporomandibulares, tabagismo entre outros.

É muito importante ressaltar que a Ansiedade, o Estresse, e as Questões Nutricionais influenciam no Zumbido, mas não o CAUSAM.

Além do mais, apesar de pouco espaço na comunidade médica, o Zumbido no Ouvido tem tratamento SIM. E ele varia de intervenções medicamentosas a tratamentos terapêuticos envolvendo o uso de prótese para terapia de sons (TRT) passando também pela fisioterapia, neuroestimulação…

É difícil destrinchar um assunto vasto em uma única postagem. Mas é válido enfatizar que “aceitar” não é o único caminho. Não se limite à isto. Esta sugestão já caiu por terra há algum tempo. Busque uma Segunda Opinião e trate o zumbido no ouvido!

Tel: (21) 3879-5560

Whatsapp: (21) 98231-1917

Leia mais

Existe, ou não remédio para zumbido?

Parece que ainda existem muitas dúvidas sobre remédios para zumbido e, que muitos mitos estão “enchendo” a cabeça dos pacientes com queixa de zumbido.
Já falei algumas vezes e, torno a repetir que Zumbido não é doença, mas um sinal do corpo que “alguma coisa” está funcionando mal, seja o sistema auditivo ou qualquer outro sistema do nosso organismo.
Algumas doenças que provocam zumbido têm tratamento medicamentoso, contudo lembre-se: EXISTE REMÉDIO* PARA AS DOENÇAS, e não propriamente para o zumbido.


É fantástico, quando diagnosticamos a causa do Z e podemos tratar. Nesses casos algumas drogas podem ser usadas e como consequência diminuir o zumbido, afinal trata-se a causa e não o sintoma.
Então, não use em nenhuma hipótese medicação sem criteriosa orientação médica. A auto-medicação pode agravar o zumbido em até 84,7%.

Tenho observado, pessoas compartilhando fotos de remédios e pacientes usando sem recomendação.

Leia mais

Dicas dos Especialistas em ZUMBIDO

1. A Consulta deve ser detalhada levando em média 1 hora. Na CPDZ agendamos 1 paciente por hora.
2. No dia da consulta recolha o máximo de exames já realizados, até os mais antigos, tais como: audiometria, BERA, ressonância, exames de sangue. Todos eles podem ser importante para a escolha terapêutica.
3. É sempre bom ir acompanhado por alguém de confiança, para que nada seja perdido ou esquecido. Conte toda a história do seu Zumbido: quando começou? Se piorou? Quais os prejuízos? Se preciso anote tudo em uma folha, sua história, dúvidas e etc.

Fonte: CPDZ – Centro de Pesquisa e Diagnóstico de Zumbido.
Tel: (21) 3879-5560 ou Whatsapp: (21) 98231-1917
Consulte os Convênios atendidos

Leia mais

A história do zumbido pelo tempo

No antigo Egito e na Mesopotâmia, já havia controvérsia sobre como tratar zumbido. Muitos identificavam o zumbido como uma entidade específica, quantos outros, uma moléstia auricular.
O conceito do zumbido como moléstia auricular surgiu no tempo de Plínio, o Velho, o qual organizou um compêndio com medicações bizarras, tais como: leite de mulher e espuma de boca de cavalo.
Já para os anamitas da Índia Oriental, a audição provinha de um pequeno animal dentro do ouvido, se esse animal se irrita, surge o zumbido.


Curiosamente, na Babilônia faziam exorcizações com uso de cantos, convidando o “fantasma” que produz o zumbido a abandonar o paciente.


A parte farmacológica da época consistia em introduzir vários tipos de óleos e uso de purgativos.

Leia mais
Agende Sua Consulta
1
Fale Conosco
Olá!
Como podemos te ajudar?